terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Vergonhoso

De há uns tempos para cá tenho visitado algumas pessoas por conta do meu trabalho. Pessoas que vivem tão miseravelmente, que a tristeza invade mesmo aqueles menos sensíveis. Sei que não se passa só em Portugal, mas o que vemos sente-se mais.

Tenho entrado em (casas) de algumas pessoas que em pleno século 21 não têm agua canalizada ou luz eléctrica. Pessoas novas e menos novas, pessoas doentes ou pessoas que pura e simplesmente a vida os atraiçoou por algum motivo.

Mas são pessoas caramba.

Depois e quando se sabe que nas prisões, os presos comem, bebem, fazem actividades ao ar livre, medico gratuito, ginásio, tiram cursos e ainda têm ordenado!!  É de ficar pasmada. 

Como é possível quem nunca fez mal a ninguém viver na miséria e ninguém os ajudar e os que estão presos terem direito a tudo?


Governantes deste país, mandem os idosos, os jovens e doentes para as prisões e atirem com os presos para a rua, até porque quando chegara hora deles saírem saem e vão fazer o mesmo, para que os ter presos a dar prejuízo ao país?  

8 comentários:

  1. Em parte até estou de acordo e agora esta bomba dos senhores doutores da aviação que no governo anterior tiveram um aumento de 150%...com direito a retroativos?!
    Claro que depois não chega a quem tanto precisa!
    Bj

    ResponderEliminar
  2. Em parte até estou de acordo e agora esta bomba dos senhores doutores da aviação que no governo anterior tiveram um aumento de 150%...com direito a retroativos?!
    Claro que depois não chega a quem tanto precisa!
    Bj

    ResponderEliminar
  3. Há situações tão, mas tão complicadas. Pode vezes nem sonhamos que existem... :(

    ResponderEliminar
  4. A minha filha diz que se ficar desempregada, mata alguém importante. Ao menos cama, mesa e roupa lavada, vai ter.
    É uma vergonha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha que às vezes.... mas é verdade é luxo para quem não merece e os que trabalharam nada têm.

      Eliminar
  5. Triste realidade... :(

    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar