quinta-feira, 10 de março de 2016

E é assim o mundo em que vivemos.

Por conta do meu trabalho ajudo muita gente, é o meu trabalho e o meu dever, embora seja paga para o fazer, gosto de ajudar. Ajudo no trabalho e fora dele também. Já fiz voluntariado, que se baseava na entrega de refeições à noite quer chovesse ou não, na entrega de roupas e outras necessidades que cada um tinha. Lá não havia distinção de dias, noites ou datas, fosse quando fosse, lá estava eu.

Se já me arrependi? Já sim! Não no meu trabalho, porque no geral são pessoas idosas e doentes a quem se deve prestar todos os cuidados e não “ligar” se às vezes me respondem menos bem, porque os entendo.

Não quando fiz voluntariado porque sei o que as pessoas sofrem.

Mas na minha vida pessoal já e aprendi com isso, porque essa a VIDA nos ensina tudo e como tal, hoje não ajudaria algumas pessoas que ajudei.

Mas adiante, hoje lá onde trabalho fui a casa de uma sra que tem 4 filhos a quem deu um apartamento a cada um e uma formatura, no entanto ela vive só e desprezada pela família.

É um caso entre milhares eu sei. 

Depois pensei, eu não tive filhos por opção, muitas pessoas me criticam, mas eu não ligo. Foi a minha opção, não me arrependo e cada dia que passa, mais tenho essa certeza.

Ao longo dos anos que já vivi, vi e aprendi muita coisa. Ter filhos a contar de um dia eles olharem por nós é um erro, claro que há excepções, mas são poucos infelizmente.

Se eu já vi pessoas me morrerem à frente e a ultima vez que viram os filhos já nem se lembram? Já vi sim!

Se já vi pessoas a chorarem às escondidas por não haver ninguém que pura e simplesmente lhes telefone? Já!
É a pura realidade nua e crua.

No entanto tenho “pena” das “nossas crianças/jovens” de hoje, embora eu saiba que não vão ligar aos pais, sei que o futuro deles não será melhor que o nosso de agora, se quando eu era jovem não tive tlm ou pc e eles hoje os têm, acho que não me fez falta nenhuma, passei uma infância mais feliz que eles estão a passar agora.

Se me ia fazer falta o tlm agora?
Ia! Mas saberia viver sem ele, porque já vivi.

Se me faltar a comida que eu gosto mais, eu como outra coisa? Como! Porque nem sempre comi o que queria. Eles talvez sentissem mais.

Haveria aqui muitos exemplos para dar das diferenças de hoje para 40 anos atrás.

Com isto tudo o que quero dizer é que, tenho pena e ajudo no que posso os idosos.


Mas e por outro lado também tenho pena das crianças e jovens de hoje, porque sei que quando forem adultos a vida deles também não vai ser fácil. 

12 comentários:

  1. Fazes muito bem em ajudar quem precisa nina, se fossemos todos assim m pouco que fosse, o mundo seria sem dúvida melhor. Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ás vezes as pessoas não são assim porque não querem,é mais facil "atirar" as pessoas para lares ou abandona-las.
      Beijinho GM bom domingo.

      Eliminar
  2. Faço minhas as tuas palavras... Também penso assim!

    Bjxxx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se todos assim fossem tudo seria mais facil.
      Beijinhos Teresa bom domingo.

      Eliminar
  3. Nina...imagino o quão gratificante e emocionante é seu trabalho!
    Eu faço parte das pessoas que não herdou "quase nada" mas que cuidou da mãe e agora do pai...por amor e por gratidão!
    Cuidar é muito difícil...mas como filha tenho esse dever!
    Seria bom que muitos filhos pensassem como nós!
    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É muito gratificante sim Maria.
      Sinto um gosto enorme em ajudar e sinto pena dessas pessoas, muita pena mesmo. O que eu poder fazer para a melhorar farei. E sim, era bom que todos fossem assim.
      Bom domingo.
      Beijinhos

      Eliminar
  4. a vida não é fácil.... infelizmente hoje em dia, cada vez mais os os filhos abandonam os pais na hora que eles mais precisam...

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há casos e casos Isa, mas no geral muitos não necessitam de estar em lares ou em casas sozinhos.
      Beijinho

      Eliminar
  5. a vida não é fácil.... infelizmente hoje em dia, cada vez mais os os filhos abandonam os pais na hora que eles mais precisam...

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  6. Nós, que fomos criados a pão com côdea, estamos mais preparados para enfrentar a vida. Difícil é enfrentar a solidão e a morte.
    Mas é a evolução da humanidade. Não gosto de fazer comparações, porque os tempos mudam e as pessoas mudam com os tempos. A vida agora está difícil pelos padrões atuais. Pelos padrões do meu tempo, está melhor. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim em certos aspetos agora vivemos melhor.
      A evolução da humanidade é que não devia ser assim, pois evoluiu para pior. Os tempos em minha opinião às vezes até são os melhores agora.

      Eliminar
  7. Identifiquei-me, e concordo com o que o "esperto que nem um olho" disse... quem foi criado com pouco tem tendencia as pequenas coisas da vida, aos pequenos detalhes...
    Gosto de pessoas como tu, querida Nina :) Continua assim :)
    Bjinhossss

    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar