terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Nada espero e ao mesmo tempo, espero tudo.


E é isso, não espero nada, nem bom nem mau, vou vivendo. Como já disse aqui, não faço planos, simplesmente vivo, aproveito tudo o que posso, mas ao mesmo tempo estou preparada para quase tudo. 

Há quase 3 meses a minha mãe partiu o colo do fémur e esteve dois meses internada. Não foi operada, na espetativa de que o osso ( colasse ) e com muito repouso lá no hospital, parece que correu bem, essa parte. Mas apanhou lá uma gripe daquelas que nunca se está à espera, esteve a antibiótico, oxigénio e muitas outras drogas. 

Veio para casa, (para a minha)  ainda não está bem, da gripe nem da fratura. 

Vamos vivendo, na esperança que tudo passe, ela é uma lutadora e está a ser bem tratada. 

Por isso essa frase: Não espero, mas se acontecer tenho de estar preparada. 

2 comentários:

  1. Fazes bem em não esperar e agradecer o que vier. Por esperar sempre qualquer coisita é que me desiludo muitas vezes. Que a tua mãe fique bem depressa. Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Aprendi a ter o mesmo pensamento, minha querida :)
    As melhoras da tua mae*
    Bjinhosss para as duas*
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar