segunda-feira, 27 de março de 2017

E é isso!




Por isso eu lhe estou agradecida, a ela eu devo o que sou. Uma pessoa, integra, honesta, que gosta de ajudar quem precisa que ainda acredita que há sempre em algum lugar pessoas que valem a pena. Ainda hoje quando necessito de um conselho é a ela que quase sempre recorro.
Não foi na escola que aprendi a ser o que sou, foi ela que me fez assim, porque ela também o é.

Ai se as mães não existissem!! 

7 comentários: